Olá! Tudo bem?

Solicite nosso Contato!

    Prazer !

    Para garantir um atendimento incrível, nos conte um pouco sobre o que você precisa.

    Maravilha

    Agora nos conte como prefere ser atendido.

    Informações para Contato

    preencha os campos a seguir.

    Anotado, tudo certo

    se houver mais algum detalhe importante preencha o campo abaixo, do contrário basta nos enviar sua solicitação :)

    Cárie de Mamadeira – o que é e como proteger seu bebê

    Cárie De Mamadeira - Blog BE Clinic Odontologia
    Cárie De Mamadeira - Blog BE Clinic Odontologia

    A Cárie de Mamdeira é um problema sério, e tem esse nome por atingir os mais novos. O bebê ou criança pode adquirir uma cárie, que compromete os dentes de leite e está diretamente ligada ao consumo de açúcar, principalmente à noite.

    Há quem pense que as cáries só trazem prejuízos à saúde do adulto, mas não é verdade. A cárie pode aparecer ainda nos primeiros anos de vida e trazer problemas para os pequenos também!

    A cárie de mamadeira não está relacionada à falta de higiene adequada na boca. Pelo contrário, é gerada pelo excesso de açúcar na cavidade oral, seja em líquidos açucarados ou outros alimentos, sejam eles naturais ou artificiais.

    Esse problema é ainda mais comum em crianças que dormem com mamadeira ou chupeta embebida em mel e outras soluções açucaradas. Evite isso!

    Quando esses açúcares entram em contato com as gengivas do bebê, por exemplo, é iniciada a produção de substâncias que neutralizam os agentes nocivos e os açúcares que se acumulam naquela região. Mas, durante a noite, a saliva é reduzida e os riscos aumentam.

    O perigo da cárie de mamadeira

    Cáries são perigosas, ponto. Não é seguro imaginar que elas não são nocivas à saúde do bebê ou da criança apenas porque os dentes de leite são temporários. Os danos causados podem durar a vida toda e até mesmo refletir no aspecto emocional dos pequenos.

    Os dentes de leite estão de passagem, sim, mas têm sua função para auxiliar a mastigação da criança. Quando eles não podem ser utilizados, os pequenos têm dificuldade para se alimentar.

    A ausência dos dentes também pode significar uma alteração estética considerável, o que leva a situações desconfortáveis e baixa auto estima.

    O crescimento dos dentes definitivos pode ser afetado, levando ao crescimento de uma dentição torta ou danificada, levando a problemas de mastigação, dores, enxaquecas e até mesmo dificuldade para respirar.

    Cáries são infecções, e quando não tratadas corretamente, podem comprometer a saúde do paciente em vários níveis diferentes, levando até a quadros ainda mais graves, onde bactérias se espalham pelo corpo.

    Sintomas da cárie infantil

    A cárie é silenciosa, assim como acontece com os adultos. Porém, quando ela evolui para casos mais graves, os pais podem notar mudanças no apetite da criança e desconforto. Mau hálito, vermelhidão e inchaço nas gengivas também podem aparecer. As clássicas manchas pretas são os sinais mais visíveis.

    Tratamentos

    Depende. Em casos menos graves, é possível aplicar produtos com flúor, que revertem a doença e restauram os dentes afetados.

    Mas, casos severos demandam um tratamento mais pesado, que pode incluir canal ou extração dos dentes acometidos. Portanto, é fundamental buscar o apoio do dentista o quanto antes (além do acompanhamento periódico).

    Como evitar a cárie de mamadeira

    O acompanhamento com o dentista é fundamental e será a medida de segurança mais importante discutida aqui. Além disso, não deixar a criança dormir com mamadeiras e chupetas embebidas em soluções açucaradas será necessário.

    Além disso, será preciso:

    • limpar as gengivas do bebê usando uma gaze ou pano macio depois de mamar;
    • escovar os dentes da criança a partir da erupção do primeiro dentinho, sempre com produtos específicos para a idade;
    • usar o fio dental assim que os dentes aparecerem, de acordo com os critérios orientados pelo dentista;
    • evitar oferecer produtos extremamente açucarados, como refrigerantes;
    • não permitir que o bebê durma com a mamadeira contendo líquidos com açúcar, mesmo que naturais;
    • evitar passar ingredientes adocicados, como mel, na chupeta do bebê;
    • reduzir o açúcar na dieta da criança;
    • incentivar o uso de copos assim que a criança completar 1 ano de idade;
    • fornecer uma alimentação saudável e equilibrada para o bebê.

    Compartilhe!

    Assine nossa Newsletter